Ações do SindEducaçãoES na pandemia

O atual momento demanda, ainda mais, uma atuação firme, proativa e responsável do SindEducaçãoES. A pandemia da Covid—19, além de dizimar vidas humanas, paralisa a economia e impacta severamente nas relações de trabalho em nosso Estado, no País e no Mundo.
Diante deste cenário de perdas, desespero e dor, o SindEducaçãoES, preocupado com a sua saúde e manutenção do seu emprego, está agindo de forma incansável e comprometida para reduzir ao máximo as perdas decorrentes desta pandemia.
Nossa atuação se dá em duas frentes importantes: com orientações de boas práticas para reduzir o risco de contrair ou transmitir a doença; e junto ao sindicato patronal, de professores e Governos para minimizar o impacto econômico no nosso segmento.
Uma delas é a participação em uma comissão tripartite, onde, além do nosso sindicato, estão presentes o Sindicado dos Professores no Estado do Espírito Santo (Sinpro/ES) e o Sindicato das Empresas Particulares de Ensino do Estado do Espírito Santo (Sinepe/ES). A partir dessa comissão, realizamos reuniões permanentes de negociação, por videoconferência.
O presidente e toda a diretoria do SindEducaçãoES trabalham arduamente para tentar resguardar a saúde de todos e preservar empregos e empresas. Nossa luta é para evitar que crianças, adolescentes e profissionais da educação sejam contaminados pelo coronavírus e que os efeitos econômicos desta pandemia em nosso setor e em toda a sociedade sejam minimizados ao máximo. Nossa prioridade é a manutenção dos empregos dos técnicos administrativos em escolas privadas do Espírito Santo.
Estamos atentos a todas as denúncias encaminhadas pelos trabalhadores e, especialmente, a todas as empresas que queiram se aproveitar desde momento de emergência para fins econômicos.
Lutamos fortemente para garantir e defender os empregos dos trabalhadores da educação que estão correndo grande risco pela vulnerabilidade do momento. Não admitiremos, em hipótese alguma, a presença de instituições oportunistas que queiram se aproveitar deste momento de calamidade social e econômica para se beneficiarem com acordos ilegais e sem anuência do SindEducaçãoES.
“Faremos todo o possível pela sobrevivência das empresas e, consequentemente, pela manutenção dos postos de trabalho. Estamos alertas e tomaremos todas as medidas cabíveis e legais contra as instituições que se aproveitarem deste momento. Chegou ao nosso conhecimento que empresas estariam cometendo o abuso e o desrespeito de demitir trabalhadores por telefone ou WhatsApp, inclusive obrigando aqueles que não possuem impressora em casa a transcreverem o próprio aviso. Já estamos agindo. Solicitei ao departamento jurídico para analisar a MP 936, que trata sobre redução do salário e suspensão do emprego, com o objetivo de diminuir os impactos aos trabalhadores da educação e reforço: os acordos sem anuência do Sindicato, não serão validados”, disse Leonil Dias, presidente do SindEducaçãoES.
Sendo assim, o apelo da diretoria e do departamento jurídico do SindEducaçãoES é para que as empresas tenham compaixão social e não demitam durante a pandemia.

O SindEducaçãoES coloca-se a disposição dos trabalhadores e das empresas para diálogo de forma permanente.

Com fé em nosso Deus, juntos venceremos essa guerra.

Fale Conosco

Para Relacionamento e Cobrança – SindEducaçãoES
  • 27 99813-5965
  • 27 3222-2706
  • financeiro@sindeducacao.com
Outros assuntos contatos abaixo ou preencher formulário abaixo  




×

Clique em SindEducação abaixo, faça o login do WhatsApp e nos envie sua dúvida. Entraremos em contato o mais breve possível.

× Olá! Em que podemos ajudar?